Capela São Francisco de Paula

Tiradentes - MG
Tombamento Iphan

Projetos e Execução

Data: 2012 a 2016

 

 

Tendo como meados do século XIII a  data de sua Construção pelos devotos de São Francisco de Paula, onde ouviam missa e rezavam o terço. A Capela é um dos atrativos Turístico de Tiradentes. Projetos e a execução das obras couberam a Tempus Empreendimentos LTDA tendo como responsável técnico Silvio Costa.

 

 

Fachada simples com porta larga em verga curva, duas janelas, com sacada entalada na altura do coro, frontão triangular com óculo envidraçado encimado por cruz de ferro oitocentista. Para os dois lados, existem os dois puxados onde estão as sineiras, cujo telhado é continuação do telhado do corpo central.

 

 O pequeno coro , com balaústres recortados, os ex-votos pintados diretamente na parede e painel da missa de Primeira Comunhão são as maiores curiosidades da Capela.

Sua construção parcial tem seu primeiro registro em 1807, sendo em 1821 parecer estar tudo terminado. A igreja  em planta centrada por nave e capela-mor mais estreita, com duas sacristias ladeando a capela –mor, tem dois consistórios ladeando a nave.

A fachada apresenta o corpo central com porta larga, duas janelas à altura do coro e óculo interrompendo a cimalha. O arremate é feito por frontão recortado em curvas com duas volutas e acrotério curvo com pináculos ladeando a cruz e sobre cunhais. No centro as armas da ordem, em massa.

Dois  corpos laterais em “meia-água” foram incorporados aos dois lados do corpo central, sendo sineira e outro caixilharia envidraçada, beirais em beira-seveira e em cachorro nas laterais nas naves mais altas.

 

Interior com retábulo rococó, muito verticalizado e dividido em registros, policromado e dourado em rocalhas, flores e marmoreados de cores fortes, pouca talha em aplique, coroamento em arco pleno e tarja.

Arco cruzeiro em moldurado  e policromado com sanefa e tarja com armas da ordem.

Balaustrada de jacarandá torneado.

Dois púlpitos policromados.

Coro com balaustrada torneada.

Bela pinturas de Manoel Victor de Jesus, ao gosto rococó, cobrem os forros da nave e a capela-mor.

Fotos do Projeto